domingo, 3 de abril de 2011

Não sei bem como começar essa postagem, porque o bem que habitava meu peito a pouco me avisou que essa felicidade está apenas de passagem.
Ai meu Deus, se gostas de mim como eu imagino que gostas, rasga meu peito e tira esse sentimento, ou tira de mim essa porcaria de vida. Já que eu não tive coragem o suficiente para tirar.
De que adianta tentar se o destino brinca com meus sentimentos e o amor zomba da minha cara e eu continuo te amando...
Quem dera fosse mentira, precipitação, ilusão da minha mente...assim eu poderia te deixar partir...
Mas não posso, que droga eu não posso...
Porque dói tanto Deus?! Por favor me dá imunidade ou um coração de pedra como te pedi a muito tempo...
Porque felicidade isso eu sei que o senhor nunca vai me dar...
E em pensar que eu cheguei a te agradecer...(medeixemempaz)

Nenhum comentário: