terça-feira, 12 de abril de 2011

Por mais que meu coração implore que você fique, eu tenho que te deixar partir...
Pois parte de mim é saudades e a outra metade é insegurança.
Contigo eu sou pássaro, tenho asas, posso voar...mas repouso.
Sem você eu sou morcego, ignorado e incompreendido, a procura de um abrigo umido e sombrio, para esconder de mim o fato do meu amor ter sido para te essa total insignificância.

Nenhum comentário: