quarta-feira, 27 de julho de 2011

Se você for lançado contra o vento, não critique o destino: Aprenda a voar.
Estou tentando seguir aquilo que acredito, dizer o que penso, o que quero...
Mas os meus sentimentos só se materializam em forma de palavras,
serei eternamente escrava desse sentimento de impotência se não conseguir fazer com que minha vida siga um rumo diferente dessas linhas.

Nenhum comentário: